.textos recentes

. Com papas e bolos (2)...

. Ondas por água abaixo?

. Fotovoltaica comestivel

. Cegonhas na web

. Toyota Prius 2010

. Kepler: em busca de et's

. Moçambique: perpectivas d...

. As coisas que a gente des...

. Achado com muita energia

. Com papas e bolos...

.arquivos

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

Quarta-feira, 9 de Julho de 2008

O Parlamento Global e o Tua

O Parlamento Global apresenta a linha do Tua que o Governo e a EDP querem afogar: aqui, aqui e aqui. Não perder, p.f.: grande parte das imagens são históricas; mas algumas ainda são actuais. Se nos mantivermos calados e quietos, dentro em breve todas passarão a ser históricas!

Troço Bragança - Mirandela da Linha do Tua em Maio de 1999. Foto Emídio Gardé 


Louçã critica barragem do Tua

2008-07-09 00:11:00 - Eduardo Pinto - JN 

O Bloco de Esquerda vai contestar a construção da barragem do Tua no próximo debate do estado da Nação, no Parlamento. Para preparar argumentos, o dirigente Francisco Louçã viajou terça-feira de metro, entre Foz-Tua (Carrazeda) e Mirandela.

O deputado concede que é necessário fazer algumas barragens no país, mas "por razões de sensatez" refuta o empreendimento hidroeléctrico do Tua. Primeiro "porque faz desaparecer a linha ferroviária do Tua". Considera-a uma "obra de arte", com 120 anos de existência, e com "elevada potencialidade turística". Depois, "porque afecta terrenos agrícolas".

Louçã realça que esta barragem representa "apenas 0,5 por cento do potencial hidroeléctrico do país" e está convencido que Portugal teria muito mais a ganhar "apostando na eficiência energética". Exemplificando: "Um euro investido para evitar perdas de energia ou para substituir as formas de iluminação corresponde a oito euros de poupança". Contas feitas, assume que "uma boa política energética tem essas prioridades e não passa por atropelar o património cultural e paisagístico", disse.

Francisco Louçã reconhece que a linha do Tua até pode nem ser rentável do ponto de vista comercial, no entanto, classifica-a como uma mais-valia turística que deve ser aproveitada para desenvolver a região. "A rentabilidade também se vê pelas pessoas que visitam, que comem, que ficam e que querem conhecer", frisa.

O dirigente do Bloco de Esquerda considera ainda uma boa ideia a extensão da linha do Tua desde Mirandela até Puebla de Sanábria, em Espanha, passando por Macedo de Cavaleiros e Bragança. No entanto, para que tal aconteça, "é preciso que a linha não seja encerrada no último troço".

 

(Ver as reportagens televisivas da RTP e da SIC)

sinto-me:
publicado por ehgarde às 09:24
ligação do post | comentar | favorito
|

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Março 2009

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
14
15
16
17
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30
31

.tags

. todas as tags

.ligações

blogs SAPO

.subscrever feeds